Português http://planidiomas.com.br Fri, 20 Jul 2018 23:23:03 -0300 Joomla! - Open Source Content Management pt-br O que significam as expressões dos gatos, segundo a ciência http://planidiomas.com.br/index.php/artigos/idiomas/portugues/item/84-o-que-significam-as-expressões-dos-gatos,-segundo-a-ciência.html http://planidiomas.com.br/index.php/artigos/idiomas/portugues/item/84-o-que-significam-as-expressões-dos-gatos,-segundo-a-ciência.html

Gatos são conhecidos por serem, digamos, menos simpáticos que cachorros. Um estudo realizado por cientistas da Universidade Lincoln, na Nova Zelândia, busca desmistificar essa ideia:

segundo a pesquisa publicada no periódico Behavioural Processes, os felinos possuem expressões faciais das quais os humanos nem fazem ideia.

 

 

Para entender melhor o comportamento, os cientistas fizeram um experimento com 29 gatos domésticos de um abrigo de animais no Canadá. Eles utilizaram um software chamado CatFACS (Sistema de Códigos de Ação Facial) para detectar até as mínimas alterações nas expressões dos gatos em momentos nos quais não estavam interagindo com humanos. 

Os pesquisadores perceberam que as expressões felinas oscilam entre interações tranquilas, medo e frustração. Isso quer dizer que, assim como seus donos, gatos expressam sentimentos mais complexos do que felicidade ou tristeza: medo, raiva e ares de consideração (e conspiração) são algumas das emoções que os animais refletem. 

Algumas observações farão mais sentido para quem tem ou já teve um gatinho em casa: silvar, colocar a língua para fora e aplainar as orelhas representam frustração. Miados altos e a boca muito aberta são sinais de raiva, enquanto o piscar excessivo dos olhos pode indicar medo. 

Vale ressaltar que, por estarem em um abrigo de animais, os gatos analisados pela pesquisa podem ter sofrido violências que façam com que seus comportamentos não sejam necessariamente uma representação de todos os gatos. Os pesquisadores apontam também que o fato de os animais terem muitos pelos na cara pode afetar alguns dos resultados. Afinal, até quando são estudados os felinos gostam de manter um ar de mistério.

 

Startup desenvolve técnica para reduzir o desperdício de alimentos

Encontrar a meleca deixada por vegetais apodrecidos na gaveta da geladeira após algumas semanas de esquecimento não é uma das experiências mais agradáveis. Sem contar o desperdício, é claro. Para resolver essa questão, a startup norte-americana Apeel Sciences desenvolveu uma técnica para aumentar a durabilidade de frutas, legumes e verduras a partir de barreiras naturais responsáveis por desacelerar o processo de deterioração dos vegetais.

Partes que costumam ser descartadas, como folhas e caules, são processadas para criar um extrato que promete aumentar em até cinco vezes a vida útil dos vegetais. A empresa, localizada na cidade californiana de Santa Barbara, já disponibilizou dois produtos para venda: o Invisipeel, utilizado antes da colheita, e o Edipeel, aplicado no final da safra. Tudo isso sem a utilização de agrotóxicos.

Apesar de o preço da tecnologia ser ainda um limitador para a maior parte dos agricultores nos Estados Unidos, a Apeel incentivará a utilização do produto em regiões que convivem com quadros de fome endêmica. “Ofereceremos nosso serviço para países em desenvolvimento a custo de caridade”, diz Michelle Linn, porta-voz da empresa.

As Nações Unidas afirmam que cerca de 795 milhões de pessoas passam fome no mundo, e parte do problema está relacionado ao desperdício — um terço de toda a produção anual de alimentos é jogado no lixo.

 

A nova grande fuga de brasileiros

O brasileiro foge para Miami ou Portugal por pavor da violência. Quer o prazer de andar na rua sem medo

De tempos em tempos, acontece. Brasileiros fogem do Brasil. Não tenho dados estatísticos, mas nunca vi tanta gente sair do país ou, pelo menos, manter um apartamento no exterior. Miami é um dos destinos prediletos. Um apartamento lá, diante dos padrões brasileiros, em que os imóveis estão nas alturas, tem preço bom. É um pouco complicado comprar. Pelas leis americanas, a questão da herança fica difícil, se a propriedade está em nome pessoal. O brasileiro costuma montar uma empresa e colocar o apartamento no nome dela. Pode candidatar-se também a empréstimos, com longos prazos de pagamento. A passagem para Miami não custa absurdos. Em períodos próximos de Ano-Novo e Carnaval, é mais barata que a ponte aérea São Paulo-Rio. Pasmem, mas é. As companhias enfiam a faca quando a procura é grande. Conheço pessoas de classe média alta que mantêm o apartamento em Miami até para fins de semana prolongados. Viajam com uma malinha de mão e só. Perguntei a uma amiga qual o motivo de tanta paixão.

– Dá para andar na rua sossegada.

Simples assim. A classe média alta, e os ricos de verdade, fogem do país pelo prazer de andar na rua sem medo. E têm razão em muitos aspectos. Em São Paulo, confesso: tenho medo de andar na rua. Todos os meus amigos já perderam pelo menos um celular em assalto. Levaram surras. No Rio de Janeiro, tomar um sorvete pode ser risco de vida. Exagero? Certa época, tive um apartamento alugado no Arpoador. É um dos lugares mais lindos do Rio. Mas quanto arrastão! Dava para ver da janela a correria, a gritaria. Outro dia, um amigo  correu para dentro de uma loja, que trancou as portas, enquanto o povo lá fora era assaltado em massa. Diante dessas aventuras, caminhar sossegadamente na rua é tão atraente quanto passear na Disney.

Por toda a Europa  há brasileiros. Alguns saem em busca de trabalho, simplesmente. Como dois jovens atores que foram lavar pratos na França. Ilegais. Escondem-se para não ser pegos pela imigração. Claro, nem pensam em atuar.

– Estava cheio de fazer cachorro ou urso em peça infantil e, ainda por cima, viver na pindaíba – explicou um deles. – Pelo menos, aqui, quem trabalha ganha.

De fato. Boa parte dos atores vive de eventos. Ou seja: são garçons e recepcionistas em lançamentos comerciais ou festas chiques. Garçom por garçom, melhor sê-lo na França.

Em Portugal, nem se fala. Com a facilidade da língua, brasileiros vão em revoadas. Para os de maior poder aquisitivo, uma vantagem: quem adquirir um ou mais imóveis no valor de e 500 mil tem direito ao Golden Visa. Simplificando: pode residir no país. A Espanha tem lei parecida. Mas Lisboa vive uma grande fase, com a cidade em alta no mundo todo. Há excelentes restaurantes, lojas de grife, uma noite animada. O clima é bom. Muitos brasileiros vão como estudantes, fazem graduação e mestrado. Vão ficando. Outros já partem para empregos mais simples: diaristas, garçons. Os da classe média para cima aproveitam para viajar por toda a Europa. Em uma hora, chegam à Espanha. O motivo da mudança? Tranquilidade.

– Não suportei mais o jeito que Salvador foi ficando, a violência – contou-me um rapaz que estuda arquitetura.

Os depoimentos, na maioria, são idênticos. Sinto isso na pele. Sempre adorei andar nas ruas. O prazer de uma caminhada é insubstituível. Acabo de passar por Lisboa. Apesar das colinas, subidas e descidas, do vento às vezes, há coisa melhor que andar em paz? Pegar um táxi e saber que ele fará o caminho exato, sem truques? Ir a um restaurante com hora marcada e ser bem tratado? (Outra coisa que não entendo: restaurante nacional não gosta de marcar hora e deixa a clientela esperando na fila.) Resultado: como bem, bebo vinho e me esbaldo nos doces portugueses. Não engordo, porque vai tudo embora na caminhada. Mas, é claro, moro no Brasil e não pretendo sair do meu país. Seria incapaz de escrever uma novela sem sentir o público, a emoção nas ruas.

 

O Brasil está perdendo seus cidadãos por pavor. É a migração motivada pelo simples medo de continuar dentro do país.

 

 

 

]]>
rogeriosampaio@planidiomas.com.br (Rogerio) Português Tue, 04 Apr 2017 08:09:00 -0300
Buracos negros e cerveja http://planidiomas.com.br/index.php/artigos/idiomas/portugues/item/20-buracos_negros_-e_cerveja_veja_como_é_uma_palestra_científica_em_um_bar.html http://planidiomas.com.br/index.php/artigos/idiomas/portugues/item/20-buracos_negros_-e_cerveja_veja_como_é_uma_palestra_científica_em_um_bar.html

Carioca de 45 anos, Marcos de Oliveira idealizou o primeiro Encontro Memorável de Ciência e Cerveja, evento pioneiro no Brasil ao unir cerveja e divulgação científica no mesmo lugar. Um bar, no caso. "Não quero copiar o Einstein, mas a cerveja deforma o tempo-espaço”, disse ele. O simpático nome foi pensado para que a sigla do evento fosse a fórmula mais famosa de todos os tempos: e=mc².

 

 

Na quarta-feira (7), o bar Cervejarium, em Ribeirão Preto, recebeu 25 pessoas que foram até o local para tomar cerveja, comer petiscos de boteco e assistir a palestra do astrofísico Rodrigo Nemmen, especialista em buracos negros e pesquisador e professor da USP.

 

Gaúcho de Passo Fundo, Nemmen estava tomando água enquanto montava os equipamentos para sua apresentação, mas antes de começar a falar cedeu à insistência de Marcos e aceitou um chope, que ficou bebericando durante as duas horas que durou sua palestra.“ Nunca ouvi falar de uma iniciativa parecida aqui no Brasil”, disse Rodrigo. “A ciência é divertida e bela demais para ficar dentro da universidade. Minha expectativa é que esse evento abra um precedente”, completou o astrofísico, que em 2010 ganhou uma bolsa e ficou até 2014 fazendo seu pós-doutorado na Nasa, com direito a assistir in loco, no lendário Cabo Canaveral, o lançamento do penúltimo ônibus espacial lançado pela agência espacial americana, uma aeronave que estava levando suprimentos para a Estação Espacial Internacional. “Foi sensacional. Na Nasa você está conectado com a vanguarda”.

 

 

A SALA DE AULA OUVINDO ATENTAMENTE À FALA DO ASTROFÍSICO (FOTO: JOÃO MELLO BOURROUL)

 

O assunto da palestra foi 7 Maneiras de Ser Morto Por um Buraco Negro, tema escolhido com base na “pedagogia do fatalismo”, diz Nemmen. Munido de memes e referências a personagens como Chuck Norris e Bob-Esponja, a apresentação é divertida e didática. A mistura do relaxamento promovido pela cerveja com a posição mágica que os buracos negros ocupam na cabeça do ser humano – transcendendo a nossa imaginação – proporcionou momentos interessantes. O público levantava a mão a todo o tempo para fazer perguntas e ao fim da palestra Nemmen ficou sentado, tomando cerveja e trocando ideia com quem ainda estava por lá.

O casal Norberto Dantas e Patrícia Crema viajou 60 quilômetros para sair de Jaboticabal e ir até o bar. Eles gostam de cerveja, mas a motivação que os tirou de casa foi a proposta científica do evento. “Sou um entusiasta. Gosto muito de ficção, ciência e tecnologia”, diz Norberto, que é advogado, mas ouviu de Nemmen durante a palestra “que leva jeito para a astrofísica”. Norberto e Patrícia disseram ter adorado a iniciativa. “Se o próximo for sobre Star Trek eu venho correndo”, disse o advogado.

SAIBA MAIS

A ideia do Encontro Memorável surgiu em 2011, quando Marcos Oliveira estava gravando Terra Brasilis, um documentário sobre o mercado nacional de cervejas artesanais. “Para fazer cerveja tem ciência, tem questionamento. Tem muito biólogo e engenheiro nessa área”, afirma Oliveira. A inspiração foi o Beer, Science and Good Spirits (algo como cerveja, ciência e bons drinks, em tradução livre), evento promovido em Israel pelo Weizmann Institute of Science há alguns anos.

 

Segundo Oliveira, a ideia é que o evento percorra o Brasil, promovendo o intercâmbio entre cientistas e cervejas artesanais locais. Nessa primeira edição a cerveja escolhida foi a Colorado, dos mesmos donos do bar aonde ocorreu o encontro. Quando as conversas para a realização do evento começaram, Carlos Rodrigues, gerente da Cervejarium, se tornou imediatamente um entusiasta da proposta. “Eu falei: tem que ter! O leigo não vai querer ir para uma universidade para aprender sobre essas coisas. Muito melhor uma mesa de bar”. Nemmen vai na mesma linha. “O bar é um ambiente mais propício para a criatividade. Ciência e cerveja é uma combinação perfeita”.

 

]]>
rm@epirus.com.br (Robert Martim) Português Sat, 28 Aug 2010 05:17:00 -0300
Seca na região de Chiapas http://planidiomas.com.br/index.php/artigos/idiomas/portugues/item/19-seca_na_região_de_chiapas_fez_com_que_a_construção_colonial_-surgisse.html http://planidiomas.com.br/index.php/artigos/idiomas/portugues/item/19-seca_na_região_de_chiapas_fez_com_que_a_construção_colonial_-surgisse.html

Seca na região de Chiapas fez com que a construção colonial surgisse depois que o nível do reservatório caiu 25 metros

Em algum momento do século 16, conquistadores espanhóis resolveram erguer um grandioso templo católico nas proximidades do vilarejo de Quechula, localizado no atual estado mexicano de Chiapas. O santuário de 16 metros de altura ficava às margens da Estrada Real, uma importante rota do México colonial usada para interligar os grandes povoados da época.

 

 

 

 

A Igreja de Santiago foi construída pois os colonizadores pensavam que a região prosperaria e se tornaria populosa, mas isso nunca chegou a acontecer. "Ela provavelmente nunca teve nem o próprio sacerdote", disse a AP News o arquiteto mexicano Carlos Navarrete. A construção acabou abandonada entre os anos de 1773 e 1776 devido ao alastramento de grandes epidemias na área.

 Em 1966, o governo optou por construir uma barragem no rio Grijalva que inundou toda a região. Tanto a igreja quanto o povoado de Quechula acabaram submersos. Mas agora, devido a uma seca severa, o nível do reservatório chamado de Nezahualcoyotl caiu 25 metros - e a igreja surgiu das águas pela segunda vez ao longo dos quase 50 anos. Pescadores locais estão levando turistas para conferir as ruínas de perto.

]]>
rm@epirus.com.br (Robert Martim) Português Sat, 28 Aug 2010 05:17:00 -0300
5 dicas para dormir mais rápido - mesmo que você esteja estressado http://planidiomas.com.br/index.php/artigos/idiomas/portugues/item/18-5-dicas-para-dormir-mais-rápido-mesmo-que-você-esteja-estressado.html http://planidiomas.com.br/index.php/artigos/idiomas/portugues/item/18-5-dicas-para-dormir-mais-rápido-mesmo-que-você-esteja-estressado.html

Fica pensando no trabalho, nos estudos, no relacionamento ou em qualquer coisa que não está muito bem das pernas - e seu sono está prejudicado? Confira essas dicas rápidas....

 

 

Você está com um problema para resolver. E ele está, literalmente, tirando o seu sono. Mas isso é péssimo não apenas por causa das olheiras - a falta de sono afeta seu organismo e seu humor, podendo causar ainda mais problemas. E você não quer que sua vida vire uma bola de neve de coisas ruins, não é? Confira essas dicas que vão te ajudar a dormir mais rápido e melhor, mesmo que você esteja estressado.

1. Ajuste a temperatura

A ciência diz que seu corpo adormece mais rápido quando está mais frio - por isso é tão bom tirar cochilos no inverno. Invista em um ar condicionado ou ventilador se você mora em uma região mais quente. Também vale prestar atenção ao excesso de cobertores.

2. Dê adeus aos eletrônicos

Se é hora de dormir é hora de dormir. Nada de ficar com o tablet, smartphone ou TV ligados. Além de colocarem novas ideias na sua cabeça (que podem provocar insônia), a luz azul desses aparelhos interfere com a capacidade de adormecer - basicamente porque nosso organismo acha que é dia. 

3. Travesseiros são aliados

Em vez de dormir com vários travesseiros debaixo da cabeça (e colaborar com a dor nas costas), espalhe-os! Vale 'abraçar' um travesseiro, colocar uma almofada entre os joelhos e até sobre a barriga - deixe o seu corpo mais confortável. 

4. Faça exercícios durante o dia

Exercícios têm vários benefícios - dois deles são dormir mais rápido e por mais tempo! Mas a dica é fazê-los durante o dia e não em um horário próximo à hora da cama. 

5. Ajuste a sua posição

 

O seu corpo reage diferente à posição na qual você vai dormir.

]]>
rm@epirus.com.br (Robert Martim) Português Sat, 28 Aug 2010 05:17:00 -0300
Marketing and Development Manager http://planidiomas.com.br/index.php/artigos/idiomas/portugues/item/17-marketing-and-development-manager.html http://planidiomas.com.br/index.php/artigos/idiomas/portugues/item/17-marketing-and-development-manager.html sample imgage

Lorem sed Vivamus in risus a semper sed justo sollicitudin felis. Gravida justo sit enim Aenean augue ac et justo gravida nunc. Pede egestas risus eu Ut Suspendisse sem orci lorem morbi Nam. Purus nibh Vestibulum quis nunc metus convallis sem consequat non ligula.

Orci cursus Curabitur sodales vitae leo Morbi sed id tincidunt dui. Ligula tellus Proin tincidunt pretium pretium orci ut sed ridiculus id.

Nisl quam Suspendisse porta elit nulla semper Ut ut urna ligula. Praesent Aenean et ac eget magna Integer Morbi tortor hac a. Neque velit Fusce Vestibulum hac dis elit turpis dapibus elit semper. Ullamcorper diam auctor Mauris tincidunt nec elit tellus at In sem. Sit lobortis vitae quis et lobortis Fusce quis sem Suspendisse Praesent. Felis id nibh dis nisl libero mattis tellus wisi ut hac.

Velit nulla sit magna eget urna pharetra nisl ut Aliquam mauris. Nisl Maecenas facilisis cursus id pretium dictumst enim natoque tellus Phasellus. Nibh nascetur Vestibulum tellus Suspendisse ac dui egestas eros et sapien. Lacus eu nibh laoreet Phasellus Sed aliquam dui hendrerit lobortis consectetuer. Lacinia at consectetuer Nam vitae nec ut Fusce ut Vestibulum mus. Tempor Sed Nam velit Phasellus pretium a dui justo est.

Et orci orci habitasse nibh vitae justo auctor Ut eget Lorem. Nec laoreet enim eros eu pretium est convallis tempus faucibus metus. Orci cursus Curabitur sodales vitae leo Morbi sed id tincidunt dui. Ligula tellus Proin tincidunt pretium pretium orci ut sed ridiculus id. Condimentum pretium sagittis penatibus justo ligula id urna orci libero at.

A lacus pretium et risus gravida diam aliquam nunc amet vitae. In scelerisque Mauris justo dui ipsum consectetuer enim orci eget pede. Sapien condimentum ut id vitae nibh sed consequat ipsum tempus interdum. Semper facilisis semper nulla tincidunt Morbi mauris commodo velit consequat orci. Nam lobortis Aenean at velit a fringilla felis Ut orci fringilla. Eleifend id.

Fusce sed id semper auctor id commodo est ante porta nonummy. Senectus hendrerit dictum adipiscing sem pede ac Vestibulum lacinia leo aliquam. Vivamus Maecenas dui semper accumsan pellentesque ligula dis et Curabitur at. Convallis eget tellus consectetuer Mauris nunc vitae ut odio Donec odio. Urna interdum scelerisque ipsum urna hac massa sapien pretium dis wisi. Nulla ac vitae id elit.

Metus adipiscing leo urna pretium Cum Nunc nisl Lorem pharetra eget. Purus dapibus porttitor Nam tortor vitae hac interdum tortor Vestibulum nec. Hendrerit eu et Duis aliquam Curabitur feugiat mauris consectetuer et id. Risus eleifend ornare ornare ut nunc vel sem dolor ipsum Vivamus. Pretium Vestibulum Phasellus eu vitae convallis justo ut Nullam mauris cursus. Vivamus iaculis.

Eu hac porttitor felis convallis tortor magna justo tempus Maecenas et. Urna condimentum augue odio tellus magnis lacus Aliquam nunc adipiscing Sed. At mus eu Vestibulum porta sem tellus condimentum ligula eget Morbi. Eu Curabitur pharetra ullamcorper nunc in dolor a orci Donec nec. Mus Nam orci risus venenatis et lacus ligula feugiat justo a. Neque elit sed Sed velit In purus et consectetuer semper eros. Enim Pellentesque.

Egestas lacus ac Suspendisse lacus sapien Donec ipsum vitae enim facilisi. Nibh faucibus orci ultrices Vestibulum volutpat pretium at cursus Donec feugiat. Vel pede eu hac natoque ipsum interdum egestas eu tellus justo. Aenean Sed Donec adipiscing morbi risus pede consequat eget vel elit. Sem ridiculus magna hendrerit tincidunt diam sed consequat aliquam condimentum leo. Et semper a Maecenas Pellentesque tristique et cursus.

Porttitor Vestibulum egestas id urna Maecenas felis ut habitant nulla metus. Pretium Curabitur pretium nulla laoreet at leo condimentum tincidunt Cras wisi. Augue Sed at nisl Donec vitae laoreet auctor Nam pellentesque quis. Rhoncus non consequat gravida nec sed vel ac interdum Pellentesque nunc. Quisque consectetuer mauris Nam mus pede malesuada tempus.

]]>
rm@epirus.com.br (Robert Martim) Português Sat, 28 Aug 2010 05:17:22 -0300